Lc 2,22-40

22Quando se completaram os dias para a purificação da mãe e do filho,conforme a Lei de Moisés,Maria e José levaram Jesus a Jerusalém,a fim de apresentá-lo ao Senhor.23Conforme está escrito na Lei do Senhor:”Todo primogênito do sexo masculino deve ser consagrado ao Senhor.”24Foram também oferecer o sacrifício- um par de rolas ou dois pombinhos -como está ordenado na Lei do Senhor.25Em Jerusalém, havia um homem chamado Simeão,o qual era justo e piedoso,e esperava a consolação do povo de Israel.O Espírito Santo estava com ele 26e lhe havia anunciado que não morreria antes de ver o Messias que vem do Senhor.27Movido pelo Espírito, Simeão veio ao Templo.Quando os pais trouxeram o menino Jesus para cumprir o que a Lei ordenava, 28Simeão tomou o menino nos braços e bendisse a Deus: 29″Agora, Senhor, conforme a tua promessa,podes deixar teu servo partir em paz; 30porque meus olhos viram a tua salvação,31que preparaste diante de todos os povos: 32luz para iluminar as nações e glória do teu povo Israel”.

Palavra da Salvação.

Meus olhos viram a tua salvação.

Deus está sempre vindo ao nosso encontro, mas precisamos estar abertos à sua presença, precisamos querer vê-lo. Simeão e Ana queriam ver o Messias e estavam abertos à ação do Espírito Santo. Por isso, tiveram a oportunidade de reconhecer o salvador da humanidade naquele menino que, juntamente com tantos outros de sua época, eram apresentados em cumprimento da Lei do Senhor. Quem quer ver Jesus hoje também deve estar aberto ao Espírito Santo que nos move constantemente para a caridade e nos leva a reconhecer a presença do divino Mestre nos pobres e necessitados que precisam na nossa caridade. (CNBB)

“Meus olhos viram a luz para iluminar as nações.”

Quem teme a Deus é capaz de reconhecer com os próprios olhos a graça divina presente em Jesus, como luz que ilumina tudo, motivo para manter a esperança e a fé na vida.

(Márcia Resck)