Meu nome é Mateus e quer dizer: dádiva de Deus, ou seja, um presente de Deus. E, não podia ser diferente, pois dizem realmente, que eu sou um presente de Deus, principalmente, para meus pais e meus dois irmãos. Tenho 7 anos  e, posso dizer que  passei por  muitos momentos  difíceis, mas não deixei de ser uma criança alegre e carinhosa. Gosto muito de ler, de jogar video-game e de contar histórias para meus irmãos mais novos de 3 e 5 anos.

Eu já era diferente quando mamãe estava grávida. Meus pais descobriram que eu tinha um problema na minha coluna e que talvez não pudesse andar. Eles sofreram muito quando souberam disso, mas como Jesus é o melhor amigo de minha família, se sentiram fortes para esperar meu nascimento com muito amor. Já aprendi a me virar muito bem, e hoje, consigo fazer manobras radicais com minha cadeira de rodas sem precisar de ajuda. Mas, sabem quem me ajudou a fazer tudo isso que eu faço? Foi o pessoal da fisioterapia, meu médico e, claro, papai e mamãe que me animaram muito.

Meus pais têm uma confecção de roupas, e podem me dar atenção sempre, pois fazem seus próprios horários de trabalho. Eles me levam em todos os lugares que preciso ir, e assim, a cada dia que passa me sinto mais confiante e forte para enfrentar qualquer problema que possa aparecer.

Ah! Eu adoro minha escola! Ela foi preparada para receber pessoas que tem problemas para andar como eu e, assim, consigo ir para todos os lugares por lá numa boa; tranquilinho. Eu já estou na segunda série do ensino fundamental e, apesar de ouvir alguns comentários que me deixam tristes em relação ao meu problema, meus amigos me chamam para as brincadeiras, para as conversas e para os jogos, e eles não acham ruim de eu não poder andar e correr como eles. Sinto-me muito feliz com isso!

Eu amo tocar flauta na orquestra da escola, e minha professora disse que sou fera nisso também e que tenho um talento especial para música. E tem uma outra coisa que eu gosto muito mesmo que é a natureza. Ah, como eu gosto de viajar nas férias para o interior de Minas Gerais, na casa de meus tios e primos e poder pescar, andar a cavalo e respirar ar puro! Mas, não consigo deixar para trás minha amiguinha fiel, a Musa, que sabe entender tudo que preciso. Ela é da raça poodle, e é muito inteligente e carinhosa.

Quero falar uma coisa para vocês: toda alegria que tenho no meu coração, vem do amor que sinto por Jesus que eu conheço a cada dia melhor, participando do Pequeninos do Senhor. Nunca deixo de ir à missa com minha família aos domingos e, com muito entusiasmo, questiono as catequistas e voluntários e aprendo muitas coisas, e dizem que ensino também. Muitos amiguinhos meus conheceram o Pequeninos do Senhor porque eu os convidei e, estamos juntos até hoje. Uma das minhas amigas é a Rebeca que vocês já conhecem! Nossa animação é muito grande nos domingos e eu sou muito feliz por ter Jesus sempre ao meu lado.

Mateus